W7CURRENCY

W7CURRENCY

Artigo

Euro Hoje

07/05/2020 W7Currency

Euro, a jovem moeda que se tornou a segunda mais importante do mundo

Criado em 1999, o Euro é um jovem de apenas 21 anos. Embora novo, alcançou um lugar de destaque tão grande, que fica atrás apenas do dolar. 

É verdade que o destaque veio de um incidente que afetou a economia americana. Em 2001 após os ataques das torres gêmeas em Nova Iorque, muitos investidores abandonaram o dólar e passaram a adotar o euro como investimento. Foi só então que a moeda ganhou credibilidade de fato. Um mês depois do ataque a bolsa americana já se recuperava, mas a confiança ao euro já havia alcançado êxito entre os investidores. 

De 1999 a 2001 o euro era uma moeda virtual, usada apenas em transações eletrônicas, a confiança que ganhou com os investidores, tem parte no lançamento da moeda física, que aconteceu em 1º de janeiro de 2002. 

Atualmente, a moeda oficial da zona do euro, que abrange 19 países do continente Europeu e da União Europeia tem a maior circulação em notas e moedas no mundo, ultrapassando o dólar americano. E segundo o FMI (Fundo Monetário Internacional) e o PIB (Produto Interno Bruto), a zona do euro é hoje a segunda maior economia do mundo.

O Euro influencia nosso dia a dia? 

Sim. Assim como o dólar, o euro desempenha papel de influência em nós, brasileiros também. Eventos de grandes proporções como uma pandemia mundial, por exemplo, pode afetar a cotação do euro e levá-lo às alturas. 

Essa alta desacelera não apenas a economia da zona do euro, como a nossa também, já que a alta da moeda desestabiliza a Bovespa e desvaloriza não só o real, como também o dólar. Sendo assim, não fica tão difícil entender por que sofremos com a influência negativa da alta do euro. 

Com a alta de uma moeda, o brasileiro é afetado nas compras de importados e nas viagens, que ficam mais caras, já que passagens aéreas e pacotes de viagem encarecem. 

Mas o governo também pode ter parte nisso quando reduz a taxa Selic. Uma taxa baixa de 4,25% quando as moedas estrangeiras estão mais altas desestimula a entrada de capital estrangeiro no país e afeta a cotação. 

Em relação às viagens, essa pode até ser uma estratégia do governo para estimular viagens nacionais entre os brasileiros como já foi dito antes pelo ministro da Economia, estimulando que brasileiros devessem viajar mais dentro do próprio Brasil.

Essa lógica funciona também porque o euro é dividido entre euro comercial e euro turismo. 

Euro comercial x euro turismo 

A cotação que vemos diariamente nos telejornais é do euro comercial. Mas para quem deseja se programar para uma viagem internacional, é preciso verificar também o câmbio do euro turismo. 

O euro turismo costuma ser mais alto que o comercial em até 8%. Isso porque as corretoras de câmbio incluem uma margem de lucro no valor final. 

O repasse das casas de câmbio feito ao comprador final inclui as taxas burocráticas que a instituição financeira tem que efetuar, como transporte, armazenamento e seguro contra roubo.  

Cotação do euro 

A regra básica de toda cotação é uma só: quanto menos circula uma moeda, mais alta ela fica. Em outras palavras, tem muita moeda retida no mercado, em pouca circulação, o preço tende a aumentar. O mesmo vale para o contrário, quanto maior a circulação do euro dentro de um país, mais barato ele fica porque isso significa que a oferta está grande. 

Como o câmbio do euro é flexível, cada corretora pode cobrar o valor que quiser. Por isso, analise a cotação, mas procure bem pela cotação mais justa para você. 

Perceba que na próxima linha, na qual fica o código e nome da moeda a ser convertida você pode alterar para outras além do euro, como dólar americano, dólar canadense, dólar de Hong Kong, peso filipino, entre outros.  

Investir em euro é arriscado, mas pode ser lucrativo

Investir em euro é um bom negócio? 

Como qualquer investimento em moeda estrangeira, o investimento em euro é chamado investimento de renda variável e não garante retorno financeiro, pois as flutuações da moeda podem trazer lucros, tanto quanto prejuízos. 

Mas se você já tem expertise em investimentos e é um investidor agressivo, analise bem o cenário econômico mundial e acompanhe as dicas de investidores e entidades econômicas. 

As vantagens em investir em euro é que a moeda é mais valorizada até que o dólar e a compra de euro pode te proteger de eventuais altas e ainda trazer retorno financeiro. 

Mas, antes de começar a investir garanta que você tem o conhecimento necessário para se sentir seguro. Uma corretora de confiança pode te ajudar a descobrir todas as formas de investimento. 

Euro além da zona do euro 

Outros países europeus que não estão na zona do euro também aceitam a moeda. Mas cuidado, na Inglaterra, por exemplo, nem todas as lojas aceitam euro, algumas aceitam apenas a libra esterlina, moeda oficial do país. 

Nesses casos, o melhor é efetuar saques em caixas eletrônicos - caso esteja usando cartão de débito - ou efetue a troca em casas de câmbio locais. 

Algumas lojas de departamento até trocam a moeda, mas a cotação pode não ser muita justa, e pode ser que ainda cobrem uma taxa extra ou englobem a taxa na cotação.  

A compra, venda ou troca deve ser sempre feita em instituições autorizadas pelo Banco Central, no site do BC você encontra uma lista com todas as instituições autorizadas. Comprar de locais e pessoas não autorizadas é arriscado, já que as notas podem ser falsas, além de claro, ser ilegal. 

Evite também trocar notas no aeroporto, devido a comodidade, a cotação costuma ser mais alta. 

Nem todos os países europeus aceitam euro 

Países que aceitam o euro 

A União europeia corresponde a 28 países, mas nem todos aceitam euro como moeda principal. Os destinos que aceitam o euro como moeda oficial são: Espanha, França, Finlândia, Bélgica, Áustria, Eslováquia, Chipre, Grécia, Irlanda, Itália, Portugal, Alemanha, Eslovênia, Estônia, Letônia, Luxemburgo, Holanda e Malta. É importante ficar atento quanto a atualização dos países. 

Caso vá para algum país da União europeia que não aceite euro, compre o euro no Brasil e troque no país que for visitar pela moeda local.

 

Compartilhe esse artigo!